sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

7 criaturas do folclore celta

A cultura celta é talvez uma das mais ricas que já existiram. Os celtas antigos tinham centenas de divindades e deuses, e como a maioria das demais culturas, tinham também seus demônios e criaturas ruins, a quem devia-se temer.

Entre vampiros, bruxas, reis demônios e cavalos marinhos assassinos, conheça 7 das criaturas mais surpreendentes do folclore celtico:

1. Dearg Due - o vampiro irlandês:



O próprio Drácula é uma criação irlandesa (o irlandês Bram Stoker criou o monstro em seu romance), mas há também um vampiro que reside bem no meio da Irlanda.

Dearg-due, um nome irlandês que significa "sugador de sangue vermelho", é um demônio feminino que seduz os homens e, em seguida, drena seu sangue. De acordo com a lenda celta, uma mulher irlandesa que era conhecida em todo o país por sua beleza, se apaixonou por um camponês local, o que era inaceitável para seu pai. O pai da jovem a forçou a um casamento arranjado com um homem rico que a tratou terrivelmente mal e, eventualmente, ela se suicidou.


Ela foi enterrada perto da árvore de Strongbow em Waterford, e uma noite, levantou-se de seu túmulo para buscar vingança de seu pai e marido, sugando seu sangue até que caíssem mortos.

Agora conhecida como Dearg-due, a vampira aparece uma vez por ano, usando sua beleza para atrair os homens para suas mortes.

Não se preocupe, porém - há uma maneira de derrotar Dearg-due: para evitar que a morta-viva retorne dos mortos, basta construir uma pilha de pedras sobre seu túmulo.

2. Dullahan - o cavaleiro sem cabeça irlandês


Um outro monstro irlandês legendário é o Dullahan, um nome que pode ser traduzido como "homem escuro." Apresentado frequentemente na ficção e nos jogos de fantasia, esta criatura é a versão irlandesa do cavaleiro sem cabeça. O Dullahan monta um cavalo preto com olhos flamejantes, carregando sua cabeça sob um braço. É dito que quando ele pára de andar, um humano morre. Algumas versões desta lenda dizem que o Dullahan expele sangue na vítima que passar por ele, enquanto outros dizem que ele simplesmente chama o nome do mortal que em breve morrerá. Como acontece com a maioria das forças do mal, o Dullahan tem uma fraqueza - ouro.

3. Banshee - o fantasma lamentante irlandês


Banshee, criatura também conhecida do folclore escocês, é um espírito feminino cujo gemido, se ouvido fora de uma casa, prediz a morte de um de seus habitantes. Várias versões da lenda de Banshee dizem que o temido fantasma cavalgou ao lado do Dullahan em uma carruagem negra guiada por seis cavalos negros. É dito que a dupla chicoteia os cavalos com uma medula espinhal humana. Mas a maioria das lendas dizem que o Banshee sozinha já é mais que suficiente para aterrorizar as pessoas.

As descrições de sua aparência variam entre uma feia e velha bruxa a uma bela jovem, mas todos concordam que  o clamor será ouvido três vezes antes que alguém morra.

4. Balor - o rei do demônio celta


Balor é o Deus demoníaco da morte na mitologia celta. Com um único olho e pernas gigantescas, a criatura era Rei dos Fomori, demônios que viviam nas profundezas escuras de lagos e mares. Balor pode matar alguém só de olhar para eles com seu olho, então ele o mantinha fechado a maior parte do tempo, de modo a não estar constantemente tropeçando em corpos. O Deus da Morte daria as vítimas à seus Fomori, mas esta raça de demônio foi deixada à própria sorte quando Balor foi morto por seu filho Lug, que disparou lhe uma pedra por meio de um estilingue. Agora, os Fomori voltaram para suas águas e se transformaram em monstros marinhos que atacam os seres humanos.

5. Sluagh - os pecadores irlandeses mortos


Embora não sejam tão "demoníacos", Sluagh são criaturas assustadoras que caçam almas. De acordo com o folclore irlandês, Sluagh são pecadores mortos que voltam como espíritos maliciosos. Estes espíritos vêm do oeste, voando em grupos como bandos de pássaros, e tentam entrar em uma casa onde alguém está morrendo para tirar a alma dessa pessoa. Algumas famílias irlandesas mantém suas janelas voltadas para o oeste fechadas o tempo todo para manter os Sluagh fora de suas casas. Alguns dizem que o Sluagh é a versão irlandesa da Caça Selvagem, um conto popular europeu sobre cães fantasmagóricos ou espíritos que preveem mortes e desastres.

6. Carman - a bruxa celta


Carman é a deusa celta da magia do mal. Esta bruxa destrutiva vagou ao redor com seus três filhos maus: Dub ("escuridão"), Dother ("mal") e Dain ("violência"), destruindo qualquer coisa ou qualquer pessoa em seu caminho. Carman pôs uma mancha nas colheitas da Irlanda e aterrorizou os irlandeses até que os Tuatha De Danann, os "povos da deusa Danu", usaram sua magia para lutar e derrotá-la, e atiraram seus filhos no mar.

Kelpie - o monstro do mar celta


Também conhecido do folclore escocês, o kelpie é um monstro marinho que pode assumir formas múltiplas, mas geralmente aparece sob a forma de um cavalo. O kelpie galopava pela Irlanda, parecendo um pônei perdido, tentando enganar mulheres e crianças para montá-lo. Mas a coisa estranha sobre este pônei é que sua crina estava sempre molhada, inclusive pingando água. Se uma mulher lhe montava, o monstro correria para a água, afogando a vítima, e então a levaria para o seu covil para usar seu corpo como alimento. O demônio irlandês transformava-se às vezes em um homem consideravelmente belo para atrair mulheres a sua armadilha. No entanto, se a vítima fosse esperta e notasse algas marinhas em seu cabelo, saberia que tratava-se de um Kelpie, e poderia fugir antes que ele a capturasse.

Fontes da pesquisa:

5 comentários:

  1. Acho bem interessante esse tipo de assunto, culturas mais antigas, e quando envolve esses temas místicos ou sobrenaturais é melhor ainda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm sempre gostei de folclores, mitologias e afins.. inlusive tenho vários livros de mitologia grega/romana, egípcia e nórdica..

      Excluir
  2. Verdade amo demais, desde pequena, aliás sempre fui uma criança fora do normal! Kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir