sábado, 11 de fevereiro de 2017

7 fatos misteriosos sore o Ouija que pouca gente conhece

Pessoal, por motivos de força maior (tomei antialérgico e tô grogue grogue), o Game Show e o SCP dessa semana provavelmente sairão amanhã (domingo, no caso), e vou responder os comentários amanhã também. Peço perdão pelo atraso nas postagens, mas como minhas aulas voltaram, teremos que nos readaptar aos horários, e por isso, poderão ocorrer atrasos do tipo.


Para quem não sabe, o tabuleiro Ouija foi criado pelo espiritualismo, um movimento do século 19 conhecido pela visão otimista sobre o futuro e a vida depois da morte. Quando a popularidade do movimento diminuiu, ainda demoraram algumas décadas até que o Ouija finalmente ficasse conhecido como o jogo demoníaco da indústria cinematográfica. Já que tocamos no assunto, vocês já leram a nossa matéria com os relatos de pessoas que decidiram brincar com o tabuleiro Ouija?

Depois da Primeira Guera Mundial, muitas famílias estavam de luto e interessadas em falar com seus parentes que tinham morrido, e o movimento espiritualista ofereciam esse conforto. Bom, mesmo tendo essas infirmações sobre o tão famoso tabuleiro, muitas pessoas ainda desconhecem muitas coisas sobre o Ouija, e nós da Fatos Desconhecidos, resolvemos fazer essa matéria com alguns fatos misteriosos sobre o tabuleiro Ouija, confiram:


1 – A origem do nome Ouija


Afinal, qual a origem do nome Ouija? No popular, o nome “Ouija” originou-se da palavra “sim” em alemão e francês (“Oui” + “ja”). mas outra história diz que Charles Kennard, um dos titulares do jogo, depois de ter sido perguntado o que significava o tal nome, ele afirmou que Ouija era uma palavra egípcia, e significava “boa sorte”.

2 – O tabuleiro estava presente em muitas casas dos EUA


Durante a 1º Guerra Mundial, existia um tabuleiro em quase todas as casas dos EUA. Em 1922, o tabuleiro já era muito vendido, mais que o famoso jogo “Monopoly”. Enquanto muitas pessoas viam o Ouija como um jogo inocente, muitos outros o usavam para se comunicar com os mortos. Os Estados Unidos inteiro estava hipnotizado com o jogo e sua popularidade virou notícia e até participou de filmes. Ou seja, ninguém sabia  para que realmente servia o tabuleiro, mas em quase toda casa americana tinha um.

3 – “Nunca mais venda os tabuleiros Ouija”


Quando estava prestes a morrer, William Fuld, fabricante responsável pela comercialização do tabuleiro, disse ao seu filho essas palavras: “Não venda mais o tabuleiro Ouija”. Fuld morreu quando caiu do seu edifício de três andares, onde era fabricado o tabuleiro Ouija. Uma fratura da costela perfurou seu coração e William Fuld morreu no hospital, mas antes disso, ele pediu a seu filho para que parasse de vender o Ouija pois sua morte tinha relação com o tabuleiro. Será que foi a partir daí que as pessoas começaram a ficar com medo do tabuleiro?

4 – Foi por causa do filme “O Exorcista” que muitos tabuleiros foram destruídos


Quando o filme “O Exorcista” foi para o ar em 1973, muitos americanos entraram em pânico e destruíram vários tabuleiros, por medo do que o “jogo” poderia fazer. As vendas do tabuleiro caíram muito, mas por incrível que pareça, pouco tempo depois, as vendas volaram a subir. Isso porque algumas pessoas se sentiam encorajadas pela intensidade de eventos paranormais que elas estavam envolvidas.

5 – O tabuleiro Ouija era uma forma de diversão entre famílias e jovens


Durante a década de 1890, o tabuleiro Ouija foi comercializado como um jogo divertido para casais, onde o homem e a mulher sentavam um em frente o outro e eles começavam a se comunicar com os espíritos. Hoje pode parecer assustador, mas essa era uma maneira para alcançar certa proximidade e intimidade entre os jovens. Mas isso não aconteceu só entre casais, algumas famílias ricas também se reuniam para jogar o tabuleiro em festas e eventos.

6 – Ignorar as regras supostamente pode levar a possessão demoníaca


É normal alguns jogadores se sentirem ansiosos na hora de jogar o tabuleiro Ouija e acabam pulado algumas regras, mas esse é um grande erro. Existe a lenda de que quem não segue as regras pode acabar sendo possuído por um demônio, ou simplesmente um espírito. Algumas das regras para sempre seguir são: “nunca pedir conselho de quando você morrer”, “nunca jogar sozinho” e “nunca falar de Deus”.

7 – Várias pessoas eram autorizadas a conversar com espíritos


O conceito de conversar com mortos não tem nada haver com religião ou crença em Cristo, e mesmo assim, nesse movimento espiritual, várias pessoas eram autorizadas a se comunicar com espíritos, inclusive os mais rigorosos paroquianos.

Fonte: Fatos Desconhecidos

9 comentários:

  1. Fica tranquila tia Metzger em relação aos posts que compreendemos você. Sério mesmo que você volta as aulas? E eu aqui mais velho que você te chamando de tia Hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, tô fazendo faculdade.. já tenho 25 anos nas costas, já HAHA!

      Excluir
    2. Tá juvenil ainda HAHAHA

      Excluir
    3. 25 com disposição de 80 HAHAH!

      Excluir
  2. Aaaaaa que delicinha de post!!! Ba sempre quis saber mais sobre o tabuleiro Ouija! A única coisa que eu sabia (de acordo com os conselhos dá minha mãezinha) é NUNCA TOQUE NISSO HAHAHA. Não fazia ideia que as pessoas usavam isso pra brincar! Gente doida, viu que falta a internet fazia! HAHAHA

    ResponderExcluir
  3. Quando digo " brincar" e no sentido feliz dá palavra, sem medo, achando que era tudo de boas , cada loco a sua mania, deve ser por isso que deve ser difícil de achar, e na maioria dos filmes, e documentários sobrenaturais eles são sempre encontradoa em locais esquecidos, ou casas muito velhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acate os conselhos de sua mãe. Não há ninguém no mundo mais sábio que as mães..

      Excluir
  4. Sim! Sempre! E pra esse povo faltou a mãezinha!

    ResponderExcluir