quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

SCP Foundation - SCP-072

Item #: SCP-072

The Foot of the Bed - O Pé da Cama

Classe do Objeto: Seguro

SCP-072-2 despojado de roupas de cama antes de 
ser removido do prédio ██████████.
Procedimentos de contenção especiais: Todas as espécimes conhecidas de SCP-072 devem ser contidas em uma cela de 3,5 por 4 metros. O acesso à câmara só deve ser permitido durante
experimentos autorizados. Nenhum objeto criado com o objetivo de ser utilizado para dormir deve ser introduzido a menos de 15 metros da cela sem autorização prévia do Pesquisados Sênior Grant.

Descrição: Espécimes de SCP-072 foram descobertas pela primeira vez em um prédio de apartamentos em ████████, Michigan, depois da divulgação de duas reportagens mostrando os efeitos do SCP-072, que causaram pânico na população local, e que atraiu a atenção do Agente da Fundação ███████ posicionado na região.

SCP-072 é uma projeção sombrio e translúcida semelhante a uma mão de 0,9 metros de comprimento, com 'dedos' afunilados em pontas afiadas. É difícil registrar imagens visuais do SCP-072 de forma detalhada, uma vez que o objeto não se manifestas em ambientes com iluminação acima de 5 lux.

Foi observado que as espécimes de SCP-072 só se manifestam quando um humano (doravante denominado 'a vítima') entra em sono REM em uma cama 'infectada' por SCP-072, deixando um ou dois pés expostos ao ar. Nestas condições, SCP-072 emerge do pé da cama e parece utilizar seu dedo indicador para 'tocar' no pé da vítima até seu despertar. Indivíduos relatam que, neste ponto, tornam-se incapazes de se mover, apresentando sintomas similares aos de paralisia do sono. Isto continua enquanto SCP-072 permanecer visível.

SCP-072 então utiliza seus dedos afiados para cortar porções de carne dos membros expostos da vítima. O objeto volta para debaixo da cama após cada remoção, reemergindo sem o material coletado. Este processo continua até que SCP-072 tenha removido todo o pé ou pés da vítima, parando no calcanhar. Apesar de os indivíduos expostos ao SCP-072 terem relatado que o processo seja extremamente doloroso, seus efeitos paralíticos os impedem de gritar ou pedir ajuda. Não se sabe se as manifestações de SCP-072 se alimentam do material coletado ou o utilizam para outro fim. Contanto que os ferimentos sejam devidamente tratados, os efeitos de SCP-072 não são fatais, mas provocam danos psicológicos relacionados ao sono nas vítimas.

O objeto apresenta ainda um efeito secundário: Qualquer cama localizada a cerca de 10 metros da cama infectada por SCP-072 começa a hospedar outro espécime do objeto. A destruição da cama afetada não revela qualquer material anômalo ou sinais do material biológico removido das vítimas.

Adendo
Lista dos objetos afetados por SCP-072 conhecidos:


  • SCP-072-1, -2 e -3, recuperados do prédio de apartamentos originário, três camas de casal, anteriormente localizadas a menos de 10 metros uma da outra.
  • SCP-072-4, uma cama king-size contaminada durante a estadia do SCP-072 na Contenção Temporária de Objetos Anômalos da Área-██.
  • SCP-072-5, um saco de dormir sem fundo introduzido próximo ao SCP-072 com fins experimentais. Quando D-2191 entrou em sono REM dentro do objeto, [DATA expurgado]. Não é recomendado que o SCP-072-5 seja utilizado em testes no futuro.
  • SCP-072-6 e -7, camas introduzidas próximas ao SCP-072-2 e destruídas posteriormente para análise. Os restos dos SCP-072-6 e -7 não parecem estar contaminados, mas permanecem sob contenção até a conclusão de novos estudos.

5 comentários:

  1. Nunca mais eu durmo com os pés descobertos

    ResponderExcluir
  2. Depois me chamam de idiota por gostar de dormir em rede do que em cama...

    P.S.: Na época que li sobre esse SCP, eu fiquei muito paranóico. Então um belo dia, eu estava num hotel em Brasília, madrugada, minha cama deu rangida perturbadora, eu estava quase dormindo e quando ouvi o barulho achei que tava sonhando mas mesmo assim, levantei a cabeça só pra averiguar a área, ai eu vi um vulto indo em direção ao banheiro...
    Senti minha falta minha gelar, e logo depois eu escutei uns gemidos mórbidos e barulhos de água caindo. Me levantei, com as pernas bambas e fui ver o que era. Quando abri a porta e acendi, veio um cheiro horroroso no meu rosto. Pensei "porque eu me levantei da cama, Deus?". Quando acendi a luz eu percebi que era meu primo passando mal e vomitando na pia... '-'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senti minha espinha gelar*

      Teclado inteligente idiota ¬_¬

      Excluir