sábado, 12 de julho de 2014

Rapaz recebe mensagens da namorada morta pelo Facebook

Antes de mais nada, quero dizer que, por se tratarem de mensagens desconexas, sem ligação uma com a outra, a tradução das mesmas pode não estar correta. Algumas das quais fiquei em dúvida possuem um [?] para que vocês saibam.

Há cerca de 10 dias atrás, Nathan criou uma thread no famoso fórum Reddit, com o nome My dead girlfriend keeps messaging me on Facebook. I’ve got the screenshots. I don’t know what to do. (Minha namorada morta manda mensagens pra mim no Facebook. Eu tenho as screenshots. Eu não sei o que fazer). Essa história rapidamente tornou-se um grande viral, quando o jovem de luto foi empurrado para a beira de um colapso mental, depois de ter sido torturado por mensagens misteriosas do Facebook de sua namorada morta.


No dia 7 de Agosto de 2012, Emily morreu em um acidente de carro horrível, depois que um veiculo passou o sinal vermelho em alta velocidade. O carro atingiu o automóvel de Emily, matando-a instantâneamente no local. Nathan, o namorado de Emily, resolveu deixar o facebook da moça ativo, para se lembrar das conversas, postar algo em sua timeline e olhar os álbuns de fotos sempre que sentisse sua falta.

Um ano depois, no final de 2013, Nathan, disse em uma página do fórum Reddit que sua parceira morta começou a enviar mensagens misteriosas para ele, pela conta pessoal da jovem no Facebook. Nathan conta que só ele e a mãe de Emily tinham a senha de acesso à sua conta. As mensagens deixadas por Emily parecem ser "recicladas" de mensagens ou trechos de conversas entre Emily e Nathan enquanto ela estava viva.

Algumas pessoas que leram seus relatos, sentem que Nathan é mentalmente doente, sofrendo de transtorno de estresse pós-traumático ou transtorno dissociativo. Outros, contudo, acreditam que Emily está de fato usando o Facebook em uma tentativa de se comunicar com Nathan.

MENSAGENS

Vários meses depois da morte de Emily, Nathan notou algumas ocorrências estranhas na conta da jovem. Por exemplo, ele passou a observar que algumas vezes, o Facebook mostrava que Emily estava "online" e digitando uma mensagem para ele. No entanto, nenhuma mensagem apareceria no inbox. Inicialmente, ele pensou pouco sobre os incidentes e simplesmente deixou pra lá. Logo, porém, o contato de Emily começou a sério.

A primeira mensagem chegou em 04 de setembro de 2013, aproximadamente um ano após a morte de Emily. Tudo começou com um simples "Olá", que foi repetido 13 minutos mais tarde.


Emily: Olá 
Nathan: O que é isso? 
É muito estranho receber mensagens da conta de Emily. 
?? 
Okay, bem 
Bem, no futuro, sempre que quiser falar comigo, fale pela sua conta pessoal, mesmo que queira falar pela conta dela
Emily: Olá
Nathan: Susan? Você está na conta de Emily

Nathan acreditava que as mensagens eram de Susan, a mãe de Emily. Susan tinha pouca experiência com computadores, e embora soubesse das informações de login da filha, de acordo com Nathan, ela "passou no máximo três minutos logada". Nathan então, pensou que Susan estava simplesmente confusa, acidentalmente postando através de conta de Emily.

Um par de meses mais tarde, um segundo conjunto de mensagens apareceram na conta de Emily. Nathan imediatamente reconheceu as mensagens como trechos de conversas anteriores entre ele e Emily. Especificamente, ele lembrou-se que a mensagem "“the wheels on the bus" foi tirada de uma conversa anterior sobre músicas para tocar em uma viagem que ele e Emily nunca chegaram a fazer. The Wheels on the bus é uma canção infantil, conhecida aqui como "as rodas do ônibus". Clique aqui para ouvir a canção.


Emily: Olá 
Vamos alcançar o ----- trilha nesse sábado. [?]
Nathan: Quem puta que pariu é?
Emily: as rodas do ônibus 
Nathan: Por favor, me diga quem é você

Não muito tempo depois, Nathan começou a receber as notificações que a própria Emily tinha se marcado em suas fotografias. Antes que Nathan pudesse checar as fotos, as marcações de Emily simplesmente eram removidas de suas fotos. De acordo com Nathan, a primeira vez que ele, finalmente, encontrou uma foto ainda marcada pelo Facebook de Emily, ele "sentiu como se alguém o tivesse acertado com um murro no estômago". Lá, dentro dos limites da marcação, simplesmente não havia nada. Entretanto, Nathan confirma que Emily se marcaria nos locais da foto onde era plausível que ela já tivesse passado, mesmo se Emily já não estivesse mais no mesmo lugar antes da foto ser tirada. Após essa sucessão de eventos, Nathan tornou-se mais preocupado.



Nathan verificou com Susan se era ela quem estava entrando na conta de Emily. Na verdade, Susan disse que ela não entrava no Facebook da filha desde a semana após sua morte. Nathan, então, passou a acreditar que alguém havia invadido a conta de Emily e começou a desafiar o suposto hacker, questionando o motivo por trás do seu hediondo assédio.


Nathan: Por que você está fazendo isso? 
Por que você está marcando ela?

Desesperado, Nathan pediu ajuda para alguns amigos com mais conhecimento técnico, na tentativa de encerrar o que ele assumiu ser uma brincadeira de mal gosto de um hacker. O Facebook rastreou a conta de usuário e disse que o perfil de Emily estava postando mensagens de vários lugares diferentes - de sua casa, seu local de trabalho, a casa de Emily, e lugares onde ele e Emily passaram tempo juntos. Ele mudou a senha do Facebook várias vezes, mas ainda assim, as mensagens da namorada falecida continuaram e começaram a assumir um tom mais ameaçador. Ela escreveu:




Emily: Por que está fazendo isso? 
Nós deveríamos fazer nossa própria geléia [?]
Porra, Samantha :/
não, diferente
Sem chance de passar 
Sem chance de passar 
Quantos? 
Porta lateral da garagem
l* 
*Sem chance de passar

Enquanto isso, Nathan começou a cair em depressão. Medo e raiva estavam tomando conta e sua saúde e bem-estar estavam sendo abalados. Ele forneceu detalhes da morte de Emily em fóruns públicos e postou mais trechos de mensagens provenientes da conta da jovem: "Na colisão, o painel do carro a esmagou. Ela foi cortada do quadril ao joelho. Uma de suas pernas foi encontrado debaixo do banco de trás."


Emily: Olá

Olá

Olá

Olá

Nathan: Isso é devastador

Eu não sei porque você está curtindo isso

Emily: Mds velas aromatizadas de canela

Nathan: Vai pro inferno

Emily: Por que você está fazendo isso?

A frequência de mensagens de Emily aumentou:


Emily: Feijão cozido com torrada 
Eu não sei. 
Eu só disse 'pergunte ao Nathan' 
Nathan'
Nathan' 
Nathan' 

Emily: Por favor, pare
Eu não sei o que está acontecendo
Nathan 
Eu não sei o que está acontecendo

Finalmente, em meio a vários rabiscos e números desconexos, uma nova palavra foi introduzida nas conversas on-line, uma palavra que não era "reciclada" de conversas antigas: FRE EZIN G ou Freezing (congelando):

Emily: Meu casaco está na secadora, e eu estou realmente com frio :( 
Realmente com frio 
Frio 
Frio 
Nathan 
Por favor, pare 
l* 
Frio 
CON GELAND O 
Eu não sei o que está acontecendo.

Nathan começou a ter pesadelos recorrentes. Ele disse a usuários do fórum que passou a sonhar que Emily estava em um carro frio, e que a namorada estava com tons de azul e cinza, totalmente congelada "Eu estou do lado de fora no calor gritando pra ela abrir a porta. Ela não percebe que eu estou lá. Às vezes, as pernas dela estão do lado de fora, comigo."

Caindo cada vez mais na depressão, ele continuou respondendo a mensagens de Emily:


Nathan: Eu estou bêbado 
Sinto sua falta 
Quem quer que esteja nessa conta, eu estou pouco me fodendo 
Eu me mantenho voltando pra casa do trabalho e esperando vê-la no computador 
Emily: Apenas me deixe passear [ust pode ser Just sem o J]

Alguns dias depois que Nathan recebeu mensagem de Emily sobre "passear", ele decidiu transformar a conta da namorada em memorial (para saber do que se trata, clique AQUI.) Depois de mais alguns dias, as seguintes mensagens foram enviadas pelo inbox de Nathan:


Emily: Ei, você está voltando pra casa? 
Emily 
Quando você vir estas mensagens, por favor, me ligue  
Imediatamente  
Por favor, pare  
Estou ligando para a -------- e eles disseram que você saiu as 5  
Estou começando a ficar em pânico por favor pare  
frio 
Emily  
Emily  
Atenda o telefone  
Eu não sei o que está acontecendo 
 frio  
CONGELANDO

Esta série de mensagens deixaram Nathan preocupado, já que algumas parte da conversa foram recicladas de mensagens retiradas das que Nathan mandou no dia em que Emily morreu, enquanto ele estava esperando, em vão, a namorada voltar do trabalho. Abaixo está um print das mesmas mensagens que Nathan enviou para Emily na noite em que ela morreu.


Nathan: Ei, você está voltando pra casa? 
Emily 
Quando você vir estas mensagens, por favor, me ligue  
Imediatamente 
 Estou ligando para a -------- e eles disseram que você saiu as 4  
Estou começando a ficar em pânico 
 Estou me sentindo mal do estômago. 
Por favor, por favor, me ligue 
Nathan: Emily 
Emily 
Atenda o telefone

No dia 30 de junho de 2014, Nathan postou no fórum que estava apavorado. Ele compartilhou essa foto com uma mensagem explicando que a imagem tinha sido postada pelo facebook de Emily:

"Essa é a minha porta. Esse é o meu computador. A foto foi tirada pelo lado de fora. Recebi a mensagem com a foto há três horas atrás, mas não verifiquei até agora. Eu estou no meu tablet na minha garagem.":


Nathan tentou identificar por onde a foto foi tirada. Ele tentou recriar a imagem usando sua própria câmera. Ele não conseguiu. Enquanto isso, Nathan parece estar à beira de um colapso mental. No dia 1 º de julho, ele postou aquela que seria sua última mensagem no fórum.

Eu deveria estar assustado.Abri a porra do meu coração e esse não sou eu. 
Ela é mais real pra mim nesse estado.

Mais informações:

Alguns dos usuários do fórum passaram a "investigar" as imagens que Nathan enviou para descobrir mais informações sobre o caso.

Um deles chamou atenção para essa foto:


Veja o detalhe mais de perto:


Muito usuários chamaram atenção para o modo como Nathan escrevia, e que algumas das palavras usadas por ele não batiam com o inglês norte-americano, afirmando assim, que o jovem não era dos EUA. Com base nessa informação, algumas pessoas começaram a procurar acidentes de carro em locais como Inglaterra, Australia e em outros países cuja língua oficial seja o inglês. Eis que um dos usuários pesquisou sobre acidentes ocorridos na Austrália, e na data citada por Nathan, e acabou por encontrar uma notícia (que eu perdi, foi mal) de um duplo acidente de carro, onde a vítima fatal foi um homem chamado Nathan.

A thread de Nathan continua aberta e já tem mais de 3000 comentários até o presente momento. Pode ser que Nathan volte a comentar, e que outras informações sobre o caso surjam, por isso, vou deixar o post em aberto. Casou alguma outra informação apareça, vou upar o post. Fiquem espertos!

13 comentários:

  1. Nada demais, alguém entrou na conta dela e postou as coisas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, cara vdd.. pq ninguém pensou nessa possibilidade????

      Excluir
  2. e agora como vou conseguir dormir?
    #medo

    ResponderExcluir
  3. E aquela foto do quarto dele é mais assustadora do que as que tão marcadas e como a pessoa tirou aquela foto

    ResponderExcluir
  4. Parece um pouco a história do filme amizade desfeita, que acabei de assistir... Ai mano se for uma brincadeira a pessoa tem muito mau gosto e planejou direitinho, mas pq alguém zoaria com uma fucking merda dessas??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiim, realmente lembra o Amizade Desfeita, por conta dessa pegada de fantasmas assombrando redes sociais.

      Excluir
    2. Nossa, ce é louco hahaha morro de medo, o perfil da tal menina realmente está no facebook acredita?? :S e aquele site de não responder mensagem dos mortos tb ...

      Excluir
    3. A do filme? Sério?

      Admito que fui procurar o site no google, mas não achei :/

      Excluir
  5. Meu namorado faleceu tem 3 semanas, um ou dois dias depois recebi mensagens do Facebook dele, somente eu e ele sabíamos a senha, dá família dele, ninguém sabia a senha, quando entrei no Facebook dele, só estavam as minhas respostas e não as mensagens que ele me enviou, estou muito chocado com essa história e estou com medo agora...

    ResponderExcluir
  6. Eu não mostrei isso pra ninguém, pois tenho certeza que vão dizer que fui eu, é pra evitar receber essas mensagens desativei o Facebook dele... To chocado com essa história

    ResponderExcluir