quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

O mistério de Godlyrecon

Todo mundo sabe que a internet é um campo minado pronto para explodir aquele que ousar pisar em seu território sem a devida cautela. Enquanto alguns usam essa ferramenta tão preciosa para se divertir, informar-se, fazer novos amigos, jogar ou apenas como uma fonte de laser lê-se pornôzin, outros no entanto, se aproveitam do anonimato que a internet proporciona para praticar aquilo que seus subconscientes abomináveis mais desejam: o mal.

O mistério que será abordado neste post é particularmente aterrador, não só pela pouquíssima oferta de informações, mas também pela impossibilidade de se desvendar o desfecho desta macabra história.



No dia 13 de setembro de 2006, o canal Godlyrecon foi criado no mais novo site de compartilhamentos de vídeos da internet, o Youtube. A jovem de 23 anos chamada Karol Anne que estava por trás do canal, viria a ser precursora de um movimento que apenas há poucos anos atrás ganhou força: os videologs. Os videologs, ou simplesmente vlogs são vídeos que tem como conteúdo principal seus criadores, gravando vídeos enquanto falam sobre coisas pessoais e de seu interesse. Embora visionário, o canal Godlyrecon já não mais existe, desaparecendo por completo do Youtube.


Contudo, alguns trechos de poucos vídeos de Godlyrecon permaneceram nas camadas mais profundas internet, e puderam ser recuperados. Graças a estas pequenas peças que compunham um grande quebra-cabeças, concomitantemente à relatos de antigos inscritos, que acompanhavam o canal, podemos perceber do que o mesmo se tratava: apenas uma jovem moça, que queria compartilhar episódios de sua vida cotidiana com outras pessoas, e que por uma trágica ironia do destino, acabou sofrendo consequências desastrosas.

O vídeo abaixo diz respeito a um trecho do primeiro vídeo do canal Godlyrecon, intitulado como "First Video". Embora não se possa afirmar a veracidade da informação, imagens encontradas pela internet apontam que o vídeo do qual este fragmento de pouco mais de 20 segundos pertencia, tinha cerca de 2 minutos de duração. O tom um tanto amarelado das imagens evidencia que o mesmo fora gravado com equipamentos mais antigos. O tom da fala da jovem é calmo, porém demonstra facilidade em lidar com a câmera.



Outros vídeos foram upados no canal. Os pequenos fragmentos dos vídeos "O que eu comprei na Hot Topic" e "Após meu check up com um Doutor", mostram uma garota mais solta, mais confortável em gravar vídeos e em mostra seus hábitos de vida não fumem crianças. O canal ia bem para a época, e Godlyrecon parecia satisfeita. No entanto, um dos próximos vídeos upados pela moça evidencia que algo não ia tão bem assim.

Infelizmente as demais gravações do canal foram totalmente perdidas, e os únicos dados que temos acesso são relatos de sua pequena, porém fiel audiência. Portanto, as informações descritas abaixo tem como fonte a narrativa daqueles que acompanhavam Godlyrecon em seus vídeos cotidianos.

Alguns prints também trazem à tona imagens de outros vídeos upados por Karol Anne, vídeos estes que mostram um tom mais sério por parte da talvez quase vlogger: o próximo vídeo tinha como título "Preciso lhes contar algo". Os poucos inscritos no canal Godlyrecon afirmam que nesta gravação, Karol Anne falou sobre um usuário que a enviava mensagens inquietantes em privado.


Em seguida, outro vídeo, cujo título era "Um pouco mais de informação" fora upado. Neste, Godlyrecon afirma que as mensagens do usuário passaram a se tornar progressivamente mais ameaçadoras e pessoais e ainda transmitiu uma informação inquietante: seu perseguidor de alguma forma tinha seu número de telefone.

Era notória que sua intenção ao falar sobre o caso em vídeos era tentar dissuadir seu algoz de persegui-la, no entanto, seu esforço foi em vão. Godlyrecon não viu outra alternativa além de cessar suas atividades no canal, upando seu até então ultimo vídeo no canal, chamado de "Tirando um tempo do Youtube". No vídeo, Karol Anne ainda transmite uma má notícia: esta, ao entrar em contato com a polícia, recebera em seu e-mail uma foto de sua própria casa. Era uma ameaça velada, e o aviso de que o misterioso usuário que a perseguia já estava ciente de seu endereço.


O canal permaneceu sem atualização por cerca de 4 meses, até que, para a surpresa de todos, um vídeo de 19 segundos fora upado. Seu título era "Adeus". Ao apertarem o botão de play, os inscritos de Godlyrecon se viram presos em um filme de terror sem final feliz. No vídeo, que está disponível mais abaixo, não se pode ver absolutamente nada. No entanto, o negro das imagens é confrontado com gritos de pavor, seguidos de um silêncio sepulcral que durou milésimos de segundos antes do vídeo finalmente acabar. Pouco depois, o canal foi desativado, e nunca mais se ouviu falar na jovem.

Veja o vídeo:





Fonte da pesquisa:
Scare Theater

2 comentários:

  1. Caso bastante intrigante,me deu até arrepios

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Louco, né? Tu chegou a ver os vídeos? Eu tinha esquecido de tirar do privado no Youtube HAHA!

      Excluir